Cresce no País mercado de rastreamento de veículos

A preocupação constante com a violência, furtos e roubos tem impulsionado as vendas dos sistemas de rastreamento de veículos no País. O gerente operacional da Volpato (empresa especializada nesta área), Cristiano Almeida, enfatiza que esse segmento, atualmente, está em franca expansão. “A insegurança da população está cada vez maior, basta ouvir os noticiários da televisão e rádios”, argumenta o dirigente.

Outro fator determinante na contratação do serviço de rastreamento, segundo Almeida, é o valor baixo que o torna atrativo ao consumidor. Ele explica que o custo para a compra do equipamento pode variar entre R$ 750,00 e R$ 1 mil, neste caso com mensalidades entre R$ 69,00 e R$ 99,00 para os planos básicos. Já para locação, os valores variam entre R$ 199,00 e R$ 299,00 para taxa de habilitação e R$ 79,00 a R$ 99,00 para os pacotes básicos.

O setor que mais utiliza esse tipo de produto é o de veículos de carga, pois, além de proteger o material transportado, o gestor da companhia consegue monitorar o caminhão. Logo após, vêm os carros de luxo, que buscam uma redução no valor do seguro, seguidos dos carros de passeio e populares. Conforme o gerente da Volpato, os sistemas mais usados são os com acesso via web. Almeida afirma que a principal vantagem do serviço é permitir ao cliente o rastreamento de seu veículo em tempo real com atualizações de um a cinco minutos (dependendo da empresa prestadora), visualizar e imprimir relatórios com os deslocamentos e até verificar a situação do veículo, como se ele está com a ignição ligada ou desligada.

Almeida relata que após a solicitação de bloqueio, a central de monitoramento envia o comando para o módulo instalado no veículo e ele é paralisado em aproximadamente 30 segundos. Se o carro estiver em movimento, a ação será gradual, simulando uma falta de combustível. O dirigente sugere que o consumidor, no momento de adquirir um sistema de rastreamento, fique atento aos serviços oferecidos pela companhia que irá contratar.

Dentro do contexto de rastreamento veicular existem várias medidas que podem ser disponibilizadas, desde somente o rastreamento até a gestão total do veículo pelo cliente. A pesquisa deve incluir as companhias e os órgãos que certificam as prestadoras dessa área, sendo o mais importante nesse ramo, de acordo com Almeida, o Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi). Esse órgão audita e homologa as organizações que possuem um padrão de qualidade nessa atividade.

Segundo Almeida, o índice de recuperação de veículos rastreados está atualmente de 94%. Ele indica como outro benefício os descontos concedidos pelas seguradoras aos veículos rastreados. Esses abatimentos podem chegar a até 25%, dependendo da companhia, e, na maioria das vezes, apenas são concedidos a clientes de empresas de rastreamento que possuem o selo do Cesvi.

Fonte: jcrs.uol.com.br/